29 maio 2013

Os reis e os peões



Conjugar tecidos é como jogar num tabuleiro de xadrez: muitos reis dá confusão e perturbam o olhar. É preciso dosear, com conta peso e medida, os tecidos de estampagem e cor mais exuberantes. Depois vêm os auxiliares. Que podem ser tecidos com uma estampagem de cor mais discreta ou mais miúda. Digamos que têm a força e a estratégia das torres dos bispos e dos cavalos.
E por fim vêm os peões. Humildes mas arrojados, são os primeiros a avançar e só isso vai determinar toda a partida.
No patchwork os peões são sem dúvida os lisos. São um dos melhores complementos para aquele tecido maravilhoso, com estampagens e cores inesquecíveis. Além disso estão tão na moda que eles próprios podem ser a estrela. E este é assunto para um próximo post.

3 comentários:

Romy Soromenho disse...

Muito bom post Luisa, e o "rei" é uma tentação. Grd bjnh de melhoras, Rosa Maria Soromenho

Anónimo disse...

Tecidos lindissimos, combinam super bem.
http://gostopeloartesanato.blogs.sapo.pt/

ermesinda morais disse...

Tem coisas maravilhosas.