04 setembro 2012

Saco de noiva

Eu sempre lhe chamei talegos, por força do hábito, no Algarve também são bolsas e este é um saco de noiva. Nunca, como este, tiveram um uso tão simbólico.
Este saco muito pequeno (cerca de 12cmx20m) foi oferecido há quatro décadas a uma noiva por uma senhora da Nazaré. Lá dentro um bocadinho de tudo o que lhe deveria dar conforto e abundância: uma garrafinha de azeite, um saquinho com um punhadinho de sal, um pedacinho de pão e um cavaquinho de carvão. Que tradição tão bonita!

3 comentários:

Ana Barata disse...

tradição bonita, sim! traduz tanto carinho de quem oferece!
Na minha zona o nome que se dá é "saco".

Cristina Lopes disse...

Lindíssima a tradição. Obrigada por partilhar.
Bom trabalho.

isabel disse...

Fantástico! Vou ver se não me esqueço de oferecer à próxima noiva.