13 agosto 2011

de ponto em ponto

Desde que tomei contacto com os tecidos japoneses texturados que me tornei uma adepta da sua utilização. Têm cores subtis, texturas encorpadas, personalidade. Mas não são fotogénicos, a não ser quando transformados.
Aqui está um bom exemplo do que se pode fazer com eles. Uma das malas da Isabel E. que gosta de malas, de appliqué e de bordar (provavelmente por esta ordem). 
Por isso, da próxima vez que passarem os olhos por estes tecidos, não se esqueçam que há patinhos que se transformam em cisnes.

PS:Aproveito para agradecer a todos que me enviaram comentários e e-mails de felicitações pela abertura da loja on-line. As vossas palavras  são o melhor incentivo para continuar e melhorar.

5 comentários:

LOVE DECOR, por Val Saleme disse...

Olá, tudo bem!!
Seu blog é super interessante!
Estou passando aqui para divulgar o meu blog, já estou te seguindo e tb te linkei, se puder me dar uma forcinha fazendo o mesmo vou ficar feliz!
Bjs.
http://lovedecorbyvalsaleme.blogspot.com

Jussara Machado disse...

Maravilhosa essa bolsa! Realmente esse tecido é diferente e muito bonita.
Muito lindo o trabalho, parabéns!
Beijos
Jussara

Liffworld disse...

Me parece un bolso estupendo!!

30por1linha disse...

É verdade, tem toda a razão, eu olho para esses tecidos e não consigo ver que eles se transformam e fazem trabalhos fastásticos... não os sei escolher, mas na FIA vi os vossos trabalhos e adorei todos eles sem excepção!

bjs, Carla

carinissima disse...

Bellissima borsa, brava!
Ciao.