23 fevereiro 2011

tea time

Com um inverno frio e chuvoso como o que temos tido este ano, muitos foram os tapa-bules que se fizeram nas aulas. Alguns mais simples outros mais elaborados todos são peças funcionais que se gosta de ter ou de ofereçer (ou receber).
O modelo com bordado vermelho sobre o linho cru, escolhido pela Rosa G. foi feito com ponto atrás, ponto cadeia, ponto lançado e encanastrado a demonstrar que mesmo com pontos muito  simples se podem realizar trabalhos muito bonitos. Os pormenores nestas coisas também fazem a diferença: emoldurar os motivos num florão, fazer um pesponto na pega e na base, adicionar um vivo no rebordo.
A Maria João B. quis substituir o seu velho tapa bules e optou pelo modelo liso para evidenciar o tecido a condizer com o tema.
(fotografias de Margarida Monteiro)

2 comentários:

Borboleta Serrana disse...

Lindos e muito úteis na hora do chá;)

Açor disse...

Muito bonitos, todos! É nestas alturas que eu sinto falta de estar mais perto... entende? Beijinhos.